Portal do Boer

Notícia

BOER: MELHOR CASIMIRA DO MUNDO

12.07.2017 19:38:41
BOER: MELHOR CASIMIRA DO MUNDO

A casimira produzida com pêlo de cabras brasileiras poderia ser a mais fina e de melhor qualidade do mundo.

Poderia, porque o Brasil tem a matéria-prima, mas não a industrializa - é tudo jogado fora.

A casimira, ou lã de caxemira, é um termo genérico para alguns tecidos de lã. Originalmente feitos a partir do pêlo da cabra-da-caxemira (região na fronteira da Índia com Paquistão), é uma lã de alto valor.

"Não tem nada mais fino comparado com a nossa [casimira], das cabras nascidas no Brasil," conta Lia Souza Coelho, pesquisadora do Instituto de Zootecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

De acordo com a pesquisadora, a qualidade da casimira nacional supera a de tradicionais regiões produtoras, como China, Nepal, Mongólia, Afeganistão, Himalaia e Irã.

O motivo é a espessura da fibra, que tem apenas 8,46 micrômetros, em média, enquanto a do Nepal, que era a mais fina até agora, tem 12 micrômetros - um micrômetro equivale a um milésimo de milímetro. Além disso, segundo Lia, a casimira de cabras brasileiras tem fator de conforto de 100%, acima do máximo observado até agora, entre 96% e 98%.

Jogada fora

Por causa das características de conforto, a fibra poderia ser vendida por cinco vezes o valor das concorrentes. No entanto, até agora a casimira de cabras brasileiras não chegou ao mercado e a pesquisa de Lia está voltada à elaboração de um tecido misto da fibra especial com algodão.

Para que a fibra possa ser comercializada, a pesquisadora disse ser necessário divulgar a descoberta entre os produtores de caprinos, para que eles conheçam o valor comercial do produto, até agora descartado. O material com que Lia trabalha é recolhido na Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais.

A melhor raça produtora de fibra de casimira é a Boer, da caprinocultura de corte.

"Todas têm a média muito boa, mas a cabra da raça Boer tem uma produção de casimira mais de 10 vezes superior que a de outras raças", explicou. Em seguida, vêm as raças leiteiras Alpina e Saanen. Cada animal pode chegar a produzir um quilo de fibra por ano, o que pode significar para o criador renda de R$ 3,5 mil por animal, contra R$ 150, em média, por animal vendido para venda de carne.

A casimira nacional - internacionalmente é uma commoditie conhecida por cashmere - já tem 14 depósitos de patentes no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). No próximo dia 16, Lia embarca para Portugal para apresentar os resultados da pesquisa na Conferência Internacional de Fibras Naturais.

 

Agradecemos sua visita!

Cadastre-se e receba nossas notícias!

Fonte: Lia Souza Coelho, pesquisadora do Instituto de Zootecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Outras notícias

  • 29.08.2017 10:08:35

    CURSO DE CASQUEAMENTO, CONSERVAÇÃO DE MEDICAMENTOS E NOÇÕES BÁSICAS PARA APRESENTADORES DE ANIMAIS EM PISTA.

    saiba mais
  • 03.07.2017 09:09:06

    CURSO DE ATUALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE JURADOS DA RAÇA BOER

    saiba mais
  • 18.03.2017 19:23:03

    CURSO DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL TRANSCERVICAL EM CAPRINOS E OVINOS - CARAÚBAS/RN

    saiba mais
  • 14.03.2017 20:06:47

    INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O CURSO DE FORMAÇÃO DE TRATADORES DO BRASIL

    saiba mais